Carga Pesada

10 dicas para lidar com estresse ao volante

10 dicas para lidar com estresse ao volante

O ambiente e as circunstâncias de trabalho influenciam positiva ou negativamente na saúde de uma pessoa. Cada um tem seu próprio nível de sensibilidade e tolerância. No entanto, as questões emocionais têm passado despercebidas por transportadores de todo o Brasil. Comumente, este tipo de doença não é perceptível fisicamente, mas sim pelo modo comportamental da pessoal. Quando os problemas psicológicos começam a causar danos físicos, é sinal de que a situação se agravou e é hora de procurar ajuda médica.

No Brasil, os profissionais do volante enfrentam uma luta, que persiste há décadas, por melhores condições de trabalho e reconhecimento da atividade. Inúmeros debates na CDH (Comissão de Direitos Humanos) já foram feitos em prol dos caminhoneiros, mas a realidade do setor de transporte ainda é desfavorável a esses profissionais. A carga horária tem sido o maior questionamento dos condutores – essa situação é uma das principais causadoras de doenças psicológicas.

DICAS PARA O MOTORISTA:


1. Observe você mesmo: analise qual foi a sua reação diante de certas situações, como no trânsito, por exemplo, e identifique se podia ter sido diferente. Dessa forma, você vai passar a se policiar mais e garantir um controle emocional muito bom, que pode, inclusive, beneficiá-lo no desempenho do trabalho.

2. O que pensam de você: observe como as pessoas definem você, como o tratam e como você gostaria de ser tratado. Busque transmitir o que realmente deseja – essa é uma maneira de conhecer e melhorar seu autocontrole e sua autocrítica.

3. Aceite sua condição de vida: dê valor às coisas boas que estão a sua volta, encare sua realidade de vida, mas não se acomode a ela, procurando sempre melhorá-la.

4. Pensamentos positivos: dê atenção às coisas boas que você já realizou ou que pretende realizar. Evite os pensamentos negativos ou que vão deixar seu dia mais tenso e cheio de preocupações.

5. Mantenha-se perto da família: sempre que possível ligue para sua família, ou leve-os para viajar com você, mesmo que seja a trabalho.

6. Pratique atividade física: escolha um tipo de exercício que dê prazer a você, mas que não faça nenhum mal à sua saúde física. Isso irá descontraí-lo e deixá-lo mais relaxado.

7. Consulte um profissional: é importante você consultar um psicólogo mesmo que sinta-se bem emocionalmente, pois muitas vezes, algo pode ser melhorado com simples dicas de um especialista.

8. Evite discussões: muitos bate-bocas não valem a pena e só irão estressá-lo. Releve e tente não ficar pensando nisso.

9. Transforme o mal em bem: aceite as críticas e transforme-a em energia para melhorar seu desempenho e superá-las.

10. Vença as dificuldades: encare conscientemente os problemas do seu trabalho, lute pelo que for possível mudar, mas não deixe isso ser algo desgastante e se sobrepor ao lado positivo de suas conquistas até o momento.